Posts tagged ‘Bovespa’

Não é hora de correr muito risco na bolsa, segundo ex-BC

Luiz Fernando Figueiredo, da Mauá Sekular Investimentos, diz que a inflação ainda demora a arrefecer e que podem surgir melhores oportunidades mais para frente

A percepção de que países emergentes como o Brasil e a China terão de tomar medidas duras para combater a inflação desatou na Bovespa um processo de correção dos preços das ações de empresas ligadas ao mercado interno. Para os analistas, a inflação ainda está sob controle, mas, da mesma forma que atingiu 6% nos últimos 12 meses, pode saltar rapidamente para 10% e depois dobrar para 20% se o governo não tomar as medidas adequadas para contê-la. Foi isso que aconteceu, por exemplo, com a Argentina. Por outro lado, o crescimento do PIB brasileiro neste ano pode ficar abaixo de 3% caso a equipe econômica continue a tomar as medidas necessárias para frear a inflação.

Como nenhum dos dois cenários é benéfico para o mercado acionário, os investidores decidiram nas últimas semanas vender as ações que embutiam em suas cotações expectativas de crescimento condizentes apenas com economias a todo o vapor. O Ibovespa, principal índice da bolsa paulista, fechou a semana passada pouco acima dos 65.000 pontos – quase 10% abaixo das máximas atingidas neste ano. A correção foi liderada pelas ações ligadas ao mercado interno, como varejistas, bancos, construção, shoppings e saúde.

Para entender a virada da bolsa, EXAME.com conversou com Luiz Fernando Figueiredo, que entende tanto de inflação (já foi diretor de Política Monetária do Banco Central) quanto de investimentos (é o sócio responsável pela gestão de recursos na Mauá Sekular Investimentos, que administra 800 milhões de reais). Para ele, apesar da queda recente desses setores, os preços mais interessantes da Bovespa estariam nos papéis de commodities e bancos. Como a inflação deve demorar a arrefecer, no entanto, ele prefere tomar muito pouco risco na bolsa neste momento. Somente com o Ibovespa em 62.000 pontos ou menos é que seria possível comprar ações com convicção de que o negócio será rentável. Leia a seguir os principais trechos da entrevista:

(mais…)

Anúncios

fevereiro 15, 2011 at 12:41 pm Deixe um comentário

Confira a Agenda Econômica desta Semanal

fevereiro 14, 2011 at 4:48 pm Deixe um comentário

Casos reais de novas investidoras do mercado de açoes

Com 25 anos, a administradora Juliana Aita de Oliveira é uma das representantes do sexo feminino na Bolsa de Valores. Começou a investir com R$ 20 mil, há pouco mais de um ano, incentivada por um amigo que trabalha como corretor de investimentos.

Seu principal objetivo é resgatar, dentro de cinco anos, o montante necessário para comprar um imóvel. O restante ficara como um investimento a longo prazo, para que ela possa contar com outra fonte de renda no futuro.

“Resolvi entrar na Bolsa de Valores por causa do baixo retorno da aplicação em poupança, muitas vezes inferior até mesmo ao IPCA, aliado à nova legislação de retenção de IR na fonte para aplicações acima de R$ 50 mil”, conta.

Atualmente, Juliana possui ações duas empresas, e não se considera uma investidora apta a riscos: “Meu perfil é moderado, já que precisarei do dinheiro investido no médio prazo”.

A jornalista Edinéia Rauta, 29 anos, também investe na Bolsa de Valores. Começou ha três anos, com R$ 1,5 mil, e hoje aplica em duas empresas.

Em comum com Juliana, ela tem o fato de não acompanhar as empresas nas quais investe, nem o mercado de ações em si. Ambas participaram de algumas palestras esporádicas sobre o assunto, mas seguem mesmo as indicações de suas corretoras para escolher onde colocar seu dinheiro.

“O valor das minhas ações já chegou a cair 50%. O corretor me liga e diz: vamos tentar uma coisa mais ousada, para reverter isso? Se ele diz que é bom, eu topo”. Conta Edinéia.

Fonte: http://www.economiasc.com.br/

fevereiro 11, 2011 at 7:13 pm Deixe um comentário

As 10 melhores Manchetes de Ontem

Investidores acompanham hoje a decisão do BC da Inglaterra sobre a taxa básica de juros, atualmente fixada em 0,50% ao ano

Marcel Salim, de Exame

1 – Ação da Direcional sai a 11 reais e oferta soma 354,2 milhões de reais. A ação da construtora Direcional Engenharia saiu a 11 reais em sua oferta primária (follow-on), conforme informações no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na quarta-feira (9). O valor representa um deságio de 11,7% sobre o preço de fechamento do papel da empresa ontem na Bovespa, de 12,29 reais.

2 – Lucro da Cosan encolhe quase 6 vezes no 3º trimestre fiscal. A Cosan, maior grupo de açúcar e etanol do Brasil, fechou trimestre passado com lucro líquido de 27,9 milhões de reais, queda de 83,3% em relação ao mesmo período do ano anterior, conforme dados divulgados na noite de quarta-feira.

3 – Cielo tem lucro líquido de R$ 444,5 mi no 4o trimestre. A Cielo, maior administradora de cartões do Brasil, anunciou na noite de quarta-feira lucro líquido de 444,5 milhões de reais no quarto trimestre de 2010, alta de 0,6% em relação ao mesmo período do ano anterior. A receita líquida da empresa, incluindo a receita líquida da antecipação de recebíveis, foi de 1,15 bilhão de reais entre outubro e dezembro, um aumento de 11,7% na comparação com um ano antes.

4 – Rio Tinto estende oferta por Riversdale para 4 de março. A mineradora global Rio Tinto estendeu sua oferta de 3,9 bilhões de dólares para aquisição da produtora de carvão Riversdale, focada em Moçambique, para 4 de março, em meio a sinais de que a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) esteja tentando assegurar oferta da commodity.

5 – Cade aprova com restrições negociação entre Cosan e Shell. O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou com restrições a compra de parte da Cosan pela Shell. O negócio, fechado em 2009, trata da aquisição de ativos de produção de combustível de aviação por 150 milhões de reais feita pela multinacional petrolífera. A decisão atesta que, para que o negócio seja aprovado, a Shell deverá vender os ativos referentes à distribuição do produto nos aeroportos.

6 – Grupo Virgolino paga mais na renda fixa com disparada do açúcar. Os títulos da fabricante de açúcar e etanol Grupo Virgolino de Oliveira estão oferecendo a investidores uma rentabilidade oito vezes maior do que os papéis similares de mercados emergentes. A disparada nos preços do açúcar ajuda nesse desempenho.

7 – Jandaia Sucos provoca perdas para fundos de previdência. A Sucos do Brasil, dona da marca de bebidas Jandaia, em recuperação judicial desde julho do ano passado, provocou perdas no Roma Fundo de Investimento Renda Fixa Crédito Privado – Previdenciário em fevereiro.

8 – Investidores devem acumular ações da OGX, sugere BMO Capital Markets. Como as ações da OGX são atualmente negociadas abaixo do preço-alvo do BMO Capital Markets, o banco optou por reiterar o valor-justo em 23 reais e manter a recomendação “outperform” (performance acima da média do mercado).

9 – Odebrecht derruba decisão de juíza e pode requerer ações, diz jornal. Nova reviravolta envolvendo as famílias Odebrecht e Gradin. Os controladores do conglomerado baiano devem entrar nos próximos dias na Justiça para exigir a compra das ações que estão nas mãos dos Gradin, acionistas minoritários relevantes, com 20,6% de participação no grupo, apurou o Valor Econômico.

10 – Inflação do aluguel sobe para 0,66% em fevereiro. O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), utilizado como referência para reajustes em contratos de aluguel, ficou em 0,66% na primeira prévia de fevereiro. A taxa, calculada pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV), superou a verificada um mês antes, que foi de 0,42%. No ano, o índice acumula elevação de 1,46% e nos últimos 12 meses, de 10,93%.

fevereiro 11, 2011 at 1:26 pm Deixe um comentário

Qual a melhor escolha: Poupançca ou Renda fixa?

Quando falamos em investimentos, logo pensamos em abrir uma poupança, pois dizem ser o investimento mais seguro e rentável disponível.

Será?

A poupança, pelo contrário do que muitos dizem, é o investimento que menos rende. Tanto os investimentos em juros quanto a Bolsa de Valores, costumam render cerca de 10% acima da inflação. Já a poupança, mal consegue render acima da inflação.

Segundo o analista Raphael Cordeiro, considerando que a poupança ganhe 7% ao ano, o rendimento em cima de R$ 10 mil, será de R$ 700.

Se o investidor aplicar esses R$ 10 mil em um CDB (Certificado de Depósito Bancário) que renda 95% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário), e o CDI estiver rendendo 9,5%, já deduzindo o Imposto de Renda, o investidor vai receber R$ 20 a mais que a poupança.

E agora, por qual optar?

Independente qual for sua escolha, convenhamos que a melhor forma de aprender a investir em ações ou aplicar seu dinheiro, é com profissionais e empresas qualificadas.

#FicaDica

fevereiro 10, 2011 at 11:19 am Deixe um comentário

Alta de juros cai com previsões de corte do orçamento

Mercado de renda fixa acredita que o governo da presidente Dilma Rousseff vai fazer uma redução suficiente nos gastos para frear a inflação

Exame.com

Operadores de renda fixa estão cortando suas apostas de alta do juro básico no ritmo mais forte em seis semanas, diante de especulações de que o governo da presidente Dilma Rousseff vai fazer uma redução suficiente nos gastos para frear a inflação.

A taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro com vencimento em janeiro de 2017 despencou 25 pontos-base ontem, levando à maior redução na diferença em relação aos contratos com vencimento em 2012 desde 22 de dezembro, segundo dados compilados pela Bloomberg. Em 7 de fevereiro, a diferença era de 45 pontos-base, a maior em quase três meses.

Os operadores estão revertendo apostas anteriores de que Dilma não conseguirá fazer um corte no orçamento capaz de ajudar o Banco Central a levar a inflação anual dos 6 por cento apurados em janeiro para 4,5 por cento, o centro da meta do governo. O déficit no orçamento passou de 2 por cento do Produto Interno Bruto em dezembro de 2008 para 2,6 por cento no ano passado, depois que o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aumentou os gastos e reduziu impostos para estimular o crescimento da economia durante a recessão mundial.

“A curva está despencando”, disse Siobhan Morden, estrategista-chefe para a América Latina no RBS Securities Inc. “Qualquer ganho subsequente depende da qualidade do ajuste. Quando o pacote for anunciado, é preciso que seja ainda maior e melhor que o esperado.”

O rendimento das Notas do Tesouro Nacional série F com vencimento em 2021 caiu 25 pontos-base, ou 0,25 ponto percentual, para 12,73 por cento, de acordo com dados compilados pela Bloomberg. O rendimento da dívida colombiana com vencimento em 2021 subiu 12 pontos-base, enquanto a taxa dos títulos mexicanos subiu seis pontos-base.

‘Rally frágil’

O governo está discutindo um corte entre R$ 40 bilhões e R$ 50 bilhões no orçamento, que deve ser anunciado amanhã, segundo o colunista Guilherme Barros, do portal IG, sem citar a fonte da informação.

A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, disse em 28 de janeiro que o governo vai anunciar o corte do orçamento de 2011 entre amanhã e sábado. O BC e o Ministério da Fazenda se recusaram a fazer comentários para esta reportagem por meio de comunicados por e-mail. A assessoria de imprensa da Presidência da República também não quis comentar.

Um corte de R$ 50 bilhões no orçamento seria equivalente a 1,5 por cento do PIB, de acordo com David Beker, estrategista- chefe para a América Latina do Bank of America Corp. em Nova York.

“Há muitas expectativas em relação ao anúncio fiscal”, disse Becker em entrevista por telefone. “É um rally frágil. Qualquer coisa acima de R$ 40 bilhões será bem recebida pelo mercado. Dilma sabe o que ela tem que fazer. É uma questão de vontade de fazer.”

Prespectiva de juros

Um corte equivalente a 1 por cento do PIB reduziria a inflação em 0,32 ponto percentual, de acordo com a estimativa mediana de economistas que participaram de uma pesquisa do BC publicada em 8 de novembro.

No mês passado, o Comitê de Política Monetária elevou a taxa básica pela primeira vez desde julho, de 10,75 por cento para 11,25 por cento. Os contratos de juros futuros indicam que o BC vai aumentar a Selic em outros 175 pontos-base para terminar o ano em 13 por cento, de acordo com dados compilados pela Bloomberg.

“Um ajuste fiscal factível melhoraria a credibilidade do Banco Central e validaria este ciclo de aumento de juros

fevereiro 9, 2011 at 1:41 pm Deixe um comentário

Confira as 10 melhores notícias para lidar com os mercados nesta quarta-feira

Investidores centram as atenções no discurso do presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke

Marcel Salim, de Exame.com

1 – Bernanke é destaque em dia de agenda vazia. A quarta-feira (9) volta a registrar poucos indicadores econômicos relevantes aos mercados financeiros globais, o que reforça a influência de expectativas, resultados corporativos e notícias pontuais no humor de investidores. Um dos poucos eventos do dia com potencial para guiar os negócios será o testemunho do chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, na Câmara dos Deputados dos Estados Unidos.

2 – Bolsas de Londres e de Toronto se preparam para unir operações. A London Stock Exchange (LSE) e o TMX Group anunciaram na noite de terça-feira (8) que estão discutindo a formação de uma operadora transatlântica, com valor de mercado de mais de 6,8 bilhões de dólares. A combinação poderá formar a principal plataforma do mundo para negociação de ações de mineração e energia, cujos valores dispararam com o avanço dos preços das commodities.

3 – Aposta em alta de juros cai com previsões de corte do orçamento. Operadores de renda fixa estão cortando suas apostas de alta do juro básico no ritmo mais forte em seis semanas, diante de especulações de que o governo da presidente Dilma Rousseff vai fazer uma redução suficiente nos gastos para frear a inflação.

4 – Silvio Santos terá de pagar R$ 1 bilhão a Receita, diz jornal. Após a venda do banco PanAmericano ao BTG Pactual, a conta parece que chegou ao empresário e apresentador Silvio Santos. E ela vem da Receita Federal, que pode cobrar dele 1,14 bilhão de reais em tributos. É o que afirma reportagem publicada pelo jornal Folha de S. Paulo nesta quarta-feira.

5 – Os primeiros passos da Portugal Telecom na brasileira Oi. Sete meses depois do desembarque da Portugal Telecom no capital da Oi, os portugueses finalmente começam a desenhar um plano de negócios para fazer com que a companhia brasileira se transforme na supertele sonhada pelo governo passado.

6 – CSN eleva participação na produtora de carvão Riversdale. A Companhia Siderúrgica Nacional aumentou sua participação na mineradora australiana, que é alvo de uma oferta de aquisição de 3,9 bilhões de dólares feita pela Rio Tinto. A empresa brasileira ampliou sua fatia de 16,29% para 17,58%, segundo comunicado enviado à bolsa da Austrália.

7 – Eike Batista participa de teleconferência da OGX. Eike Batista, presidente do conselho de administração da OGX Petróleo e Gás Participações, realiza nesta manhã, a partir das 10 horas, uma teleconferência para atualização da evolução dos empreendimentos do Grupo EBX. No pregão de ontem, as ações da OGX dispararam 5,3%, figurando como a maior alta do Ibovespa no dia.

8 – Alpargatas paga dividendos nesta quarta-feira após decisão judicial. A São Paulo Alpargatas (ALPA3, ALPA4) anunciou que irá pagar hoje juros sobre capital próprio após ter sido barrada no ano passado por uma decisão judicial, segundo comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

9 – FGV: inflação pelo IPC-S desacelera em 7 capitais. A inflação do varejo desacelerou em todas as sete capitais pesquisadas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) para cálculo do Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) de até 7 de fevereiro.

10 – IPC-Fipe desacelera para 1,12% na 1ª prévia de fevereiro. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), apurado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), registrou alta de 1 12% na primeira quadrissemana de fevereiro, desacelerando em relação à alta de 1,15% com que fechou o mês de janeiro.

fevereiro 9, 2011 at 1:19 pm Deixe um comentário

Posts antigos


Dados econômicos

IBOV
Gráfico IBOV
Dow Jones
Gráfico Dow Jones
Treasuries Americanos
titulos do tesouro americano
Óleo
Gráfico óleo
Petrobrás (Petr4)
Vale5
Grafico vale
ADR-Vale(RIO-p)
Grafico vale
Níquel intraday
nickel
Bolsa na Ásia
BOLSAS NA ÁSIA

analise fundamentalista analise grafica de açoes análise gráfica análise técnica análise técnica de ações aplicar em ações aplicar na bolsa aplicar na bolsa de valores aprenda a investir em açoes aprender a aplicar na bolsa de valores aprender a investir em ações açoes açoes da bolsa de valores açoes em alta ações da Petrobrás ações de empresas brasileiras ações na bolsa BM&F Bovespa bolsa de valores Bolsa de Valores de São Paulo Bovespa capitalização da Petrobras carteira de ações Comissão de Valores Mobiliários compra de ações compra e venda de açoes comprar ações comprar ações da petrobrás curso Análise Gráfica curso de investimentos em açoes curso gratis de açoes cursos de investimentos cursos de investimentos em ações Dow Jones economia americana economia norte-americana educação financeira fundo de ações fundos de investimentos ganhar dinheiro com ações ganhar dinheiro na bolsa home broker Ibovespa instituições financeiras investidor investidores investidores estrangeiros investimento de longo prazo investimento em ações investimento na bolsa de valores investimentos em ações investimentos na bolsa de valores investir em ações investir na bolsa investir na Bolsa de Valores investir no Mercado de Ações mercado acionário mercado de ações mercado de capitais mercado financeiro nasdaq novos investidores Oferta de ações da Petrobras o que é home broker pequeno investidor PETR4 preço das ações preços das ações queda das bolsas renda variável valorização das ações vender ações volatilidade do mercado Wall Street índice da bolsa de valores